NOSSA TRAJETORIA

 

O Reconvexo é o primeiro festival de video mapping do Brasil realizado fora das grandes capitais, aposta na descentralização e na democratização do acesso às artes tecnológicas. Desde sua primeira edição, configurou-se como um festival que inova, explorando as diversas possibilidades da técnica de video mapping ou vídeo-projeção mapeada, para além das grandes fachadas.

 

O I Reconvexo: Festival de Vídeo-Projeções Mapeadas e Interativas, realizado em abril de 2013 em Cachoeira e São Félix, no Recôncavo da Bahia, teve como diferencial a aposta na interatividade e na abertura de convocatória nacional para envio de propostas artísticas. Foram exibidas obras de video mapping em grandes fachadas do patrimônio histórico das duas cidades e ainda uma exposição de obras para galeria. Os trabalhos exibidos foram realizadas por artistas de diferentes regiões do país, selecionados na convocatória e convidados pelo Festival para virem à Cachoeira participar do Festival. A exposição foi composta por instalações interativas inéditas que projetavam em superfícies como água, esculturas, objetos inusitados e criavam ambientes imersivos explorando o espaço, materiais, luzes e sombras.

Em 2015, realizamos o Reconvexo Itinerante, quando levamos as obras do I evento para uma das galerias da Caixa Cultural Brasília. Promovemos uma exposição de dois meses de duração, com instalações interativas de video mapping, que recebeu um grande número de visitas, e divulgamos o Recôncavo apontando-o como um polo das artes visuais da Bahia. Nesta oportunidade, firmamos parceria com a UNB (Universidade de Brasília), que nos apoiou na produção local e recebeu estudantes da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia) que viajaram patrocinados pelo Reconvexo para trabalhar como monitores na montagem da exposição na Capital Federal. Promovemos, desta maneira, atividades de intercâmbio interestadual para estudantes de instituições federais de ensino.

 

Na nossa II edição, em 2017, realizamos o Reconvexo Latino-América, com o objetivo de aproximar as relações e o intercâmbio entre artistas internacionais dos nossos países vizinhos. Os curadores Fernando Rabelo e VJ Vigas, Leandro Mendes, convidaram artistas de renome brasileiros e latino-americanos para virem até a cidade de Cachoeira participar do Festival, apresentar trabalhos e ministrar oficinas durante o evento. Contamos com a importante parceria da maior empresa brasileira de video mapping, a VisualFarm. Foram exibidas obras de grandes dimensões, como um mapping em 3D em uma grande fachada arquitetônica e um mapping em movimento, realizado em muros da cidade através do percurso de um carro.

 

A proposta para a III edição, Reconvexo Digital, inteiramente online, seguiu a linha da diversidade dentro do universo do video mapping. Contamos com uma programação extensa que inclui a distribuição de prêmios em dinheiro para diversos trabalhos que priorizam soluções criativas realizadas com equipamentos acessíveis e de baixo custo. A programação ainda inclui 3 Lives; a Mostra Conexões com obras em video mapping realizadas por 14 artistas de renome e premiados internacionalmente; Workshop de formação em um software livre de multiplaforma, inovador e de grande potencialidade para artes visuais tecnológicas - o Mosaic; além da criação de um site – Plataforma Reconvexo, com diferentes tipos de conteúdos, inclusive trabalhos teóricos escritos por investigadores da área sobre o video mapping e suas potencialidades.

 

As duas primeiras edições do Festival Reconvexo tiveram apoio financeiro do Estado da Bahia através da SECULT - Secretaria de Cultura e da FUNCEB - Fundação Cultural do Estado da Bahia e apoio institucional da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia). Nossa terceira edição, o Reconvexo Digital, tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

 

NOSSAS INTENÇÕES E ESTRATÉGIAS

 

Através da realização do Reconvexo, temos a intenção de promover meios de acesso a cultura e, para isso, produzimos atividades gratuitas e em espaços públicos; priorizamos realizar diferentes atividades de formação; valorizamos a diversidade artística promovendo diferentes propostas em um único evento; e registramos e compartilhamos a memória cultural e histórica das cidades onde atuamos, dando visibilidade ao patrimônio artístico tombado pelo IPHAN, utilizado como palco e cenário em muitas de nossas exibições.

 

Um dos nossos grandes objetivos é estimular a produção de conteúdo independente através de convocatórias para recebimento de propostas artísticas. Especialmente na III edição do Festival Reconvexo, por ser inteiramente online com custos mais baixos de produção, pudemos realizar uma redistribuição de parte dos recursos a nós destinados para execução da proposta cultural. Assim, oferecemos 15 prêmios no valor total de R$ 20 mil reais para incentivar e apoiar artistas e estudantes a realizarem seus próprios projetos, sem a necessidade de equipamentos caros, explorando as produções de baixo custo e estimulando a criatividade.

 

Como o Festival é uma produção de profissionais independentes e não se trata de uma empresa cultural estabelecida, encontramos dificuldades em organizar registros, disponibilizar informações e divulgar todas as atividades e exibições do Reconvexo depois de finalizados os eventos. Para reverter esta situação, junto com a realização de nossa terceira edição, propomos construir um espaço virtual, a Plataforma Reconvexo. Um local destinado a acolher e disponibilizar o acervo do Festival além de diversas outras contribuições sobre as possibilidades e abrangência da técnica de video mapping, um espaço virtual com diferentes conteúdos para pesquisas e produções sobre vídeo projeções no cenário nacional e internacional

 

RELÊVANCIA NO CONTEXTO SOCIOCULTURAL


O Festival Reconvexo tem como característica principal ser um evento de artes visuais e novas tecnologias criado e realizado fora dos grandes centros, participando de um processo de valorização da cultura local e do conjunto patrimonial histórico do Recôncavo da Bahia. Já realizamos exibições em mais de 10 fachadas de monumentos de grande valor sociocultural para a região, como por exemplo: as antigas e imponentes estações de trem de Cachoeira e São Félix, a Igreja do Rosarinho de Cachoeira, a Igreja Matriz de São Félix, Casa de Câmara e Cadeia de Cachoeira na Praça da Aclamação, casario nos portos de Cachoeira e São Félix, entre outros.

 

Priorizamos sempre a formação de diversos tipos de público local. Foram realizadas oficinas teóricas e práticas de introdução ao universo das artes visuais em escolas públicas de Cachoeira e São Félix para crianças e adolescentes, conforme pode ser conferido em nossos catálogos e vídeos encontrados no site. Colaboramos com eventos paralelos durante o Festival Reconvexo: firmamos uma parceria com o Festival de Jazz de Cahoeira; projetamos em festas locais do Coletivo de Hip Hop – Baile Pelo Certo; oferecemos suporte para a realização do lançamento do projeto de video mapping de uma VJ local, apoiamos o lançamento de um livro de poesias e promovemos atividades lúdicas de interação com a comunidade do bairro do Rosarinho de Cachoeira - trabalho que deu origem ao conteúdo para a realização de um mapping afetivo realizado pelo VJ Alexis e exibido na fachada da Igreja desta mesma comunidade em uma das noites de realização do evento.


Em todas as edições, priorizamos a participação e divulgação de artistas visuais baianos, selecionamos uma grande equipe de monitores remunerados entre estudantes e pessoas da comunidade para atuar na execução do evento, proporcionando assim a possibilidade de realizarem práticas em produção cultural no contexto local.

 

RECONVEXO ITINERANTE 2015
RECONVEXO LATINOAMERICA 2017